Tratamentos

A fisioterapia é realizada por profissional especializado e de primeiro contato, não necessitando de encaminhamento prévio de qualquer outro profissional médico. 

 

O objetivo é tratar dores no corpo, agudas ou crônicas, lesões decorrentes de atividade esportiva, recreativa ou diária e limitações relacionadas ao movimento. Assim, é possível promover mais qualidade de vida, saúde e autonomia, por meio de abordagens definidas a partir do quadro clínico e da necessidade do paciente.

 

No Estúdio Diego Machado | Fisioterapia e Dor Crônica, são adotadas as seguintes abordagens: terapia manual, cinesioterapia e movimento natural. 

Conheça um pouco mais sobre cada uma abaixo!

Terapia Manual

Conjunto de conceitos e técnicas de intervenções manuais que se destinam a tratar diversas condições dolorosas e diminuição da capacidade de movimento, que podem estar ou não associadas a essas condições.

 

Essas técnicas, que incluem mobilizações e manipulações articulares, liberação miofascial, entre outras, são respaldadas com alto alto rigor científco, para alívio de quadros dolorosos, melhora da amplitude de movimento, relaxamento da musculatura e melhora da capacidade funcional.

 

É importante saber que, especialmente em dores crônicas e persistentes, os efeitos dessas intervenções são de curto prazo. Por isso mesmo costumam ser usadas nos estágios iniciais de tratamento, sendo acompanhadas, ou mesmo substituídas, ao longo do caminho, por abordagens ativas de tratamento como exercícios, que demonstram maiores benefícios a médio e longo prazo.

Cinesioterapia

Significa terapia do movimento. Conjunto de exercícios terapêuticos direcionados para alívio dos sintomas e recuperação das funções do corpo.

De acordo com o estágio da recuperação, pode ser realizado com auxílio do fisioterapeuta ou de forma ativa pelo paciente.

É comum a a prescrição desses exercícios para serem realizados em casa, no trabalho ou na academia, buscando otimizar ainda mais a recuperação.

Movimentação Natural

Exercícios propostos sob uma ótica evolutiva, buscando a maior proximidade possível com padrões naturais do movimento humano e de um contexto generalista. Vantagens dessa abordagem, entre outras coisas, são:

1. maior espontaneidade na criação de soluções individuais de movimento.

2. exercícios realizados através de tarefas (foco externo de atenção), funcionando como componente de distração (ajuda importante em situações relacionadas à dor e ao movimento).